Numa Sessão Especial concorrida e prestigiada por autoridades ligadas principalmente a partidos de esquerda, a Câmara Municipal da Capital homenageou em 6 de março o ex-vereador e ex-prefeito Sérgio Grando, morto em 31 de dezembro último.

Enquanto fotos de Sérgio Grando estampavam os telões da sala de sessões da Câmara, o vereador Afrânio Boppré (PSOL), que propôs a sessão, iniciou as homenagens. Em seu discurso, destacou a trajetória política de Grando e a sua luta pelas causas populares. Afrânio, que foi vice-prefeito da Capital na gestão de Grando (1993/1996), destacou o caráter do homenageado e a parceria de ambos no projeto de transformação da cidade.


Em meio ao seu discurso, Afrânio abriu espaço para que o cientista político e professor Remy Fontana prestasse seu depoimento sobre o ex-prefeito. A partir daí, o presidente permitiu a quebra de protocolo, diante do desejo de grande parte dos presentes de também prestarem seus depoimentos.

A emoção foi tomando conta do ambiente na medida em que as falas se sucediam. Discursaram o vice-prefeito João Batista Nunes (PSDB), a deputada federal Carmen Zanotto (PPS), além de diversos vereadores. O filho do homenageado, Gabriel Grando, recebeu uma placa e discursou em agradecimento. O presidente da Câmara, Guilherme Pereira (PR), fez o discurso de encerramento. A sessão terminou com uma salva de palmas. Afrânio puxou o grito de guerra de Grando nas campanhas eleitorais.

Biografia

Sérgio Grando faleceu aos 66 anos. Nasceu em Veranópolis (RS) e veio para Santa Catarina na adolescência. Sua vida pública começou em 1982, quando elegeu-se vereador pela primeira vez. Foi prefeito de Florianópolis pela Frente Popular (PPS, PT, PC do B, PCB, PSB, PDT, PSDB e PV) de 1993 a 1996. Grando também foi deputado estadual pelo PCB, em 1988. Foi presidente da Fundação do Meio Ambiente (Fatma) de 2003 a 2006 e deputado estadual (PPS) de 2008 a 2010. Desde então, era diretor-técnico da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc).

Texto e foto da Assessoria de Imprensa da CMF.

Deixe sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>